top 10

listando por categoria

 

Não vi, mas preciso…

Apocalypse-Now

Inspirada pelo episódio 303 do Rapaduracast, NUNCA vi, mas TENHO que ver, em que Jurandir Filho (@jurandirfilho), Thiago Siqueira (@thiagosiqueiraf), Fábio Barreto (@soshollywood) e Raphael Draccon (@raphaeldraccon) assumem publicamente alguns dos filmes que todo mundo viu (ou quase todo mundo) mas eles ainda não, segue a minha lista de “débitos” cinematográficos.

Leia mais »

Natal no cinema

Natal é aquele dia em que, se por acaso estivermos em casa, zapeando entre os canais, não há como escapar de Esqueceram de mim (1, 2, etc..), O milagre da rua 34, Natal branco e Rudolph, a rena do nariz vermelho. A lista abaixo é pra quem estiver a fim de assistir algum filme que faça referência ao Natal, mas que, mesmo assim, não seja tão habitual na grade de programação das emissoras nesta época.

Leia mais »

Se o mundo fosse acabar…

A humanidade é sempre tão egocêntrica que os filmes que versam sobre o fim do mundo, na sua grande maioria, na verdade versam sobre o fim da humanidade e não do mundo todo. E, quando abordam o fim do mundo, ou melhor, a ameaça de que isso ocorra, a humanidade – sempre tão apta e inteligente – está sempre lá para “salvar o dia”.

Não vou discorrer sobre o assunto, já que o intuito do post é apenas listar 10 filmes sobre o assunto. Mas quem estiver a fim de ler um pouco mais sobre “fim do mundo” ou “fim da humanidade”, tem post aqui.

Leia mais »

Hitchcock

Um dos meu diretores prediletos, sem dúvida, é Alfred Hitchcock. E, possivelmente, é o diretor cuja obra eu assisti ao maior percentual. Com exceção de seus primeiros filmes, os mudos, assisti a praticamente todos. E vamos à lista dos meus favoritos (em ordem cronológica):

Leia mais »

Cinema na ilha

Mais um post da série “da ilha”.
Desta vez, com filmes. Se você tivesse de passar o resto da vida isolado numa ilha e pudesse levar na bagagem apenas 10 filmes (valendo trilogias), quais seriam?

Leia mais »

Vamos cozinhar?

Estava finalizando um post sobre um filme que gosto muito, A festa de Babette e, enquanto escrevia, comecei a lembrar de outros filmes em que a culinária é parte importante, ou essencial, da estória. Em alguns, é o pano de fundo perfeito para o enredo; em outros, é encarada como algo mágico, transformador. Mas em todos, o prazer, tanto de fazer quanto de degustar, é o que atrai e seduz.

Leia mais »

Shuffle up and deal!

A lista de hoje é sobre pôquer. Cinco bons filmes que tem o pôquer como pano de fundo ou assunto principal. E cinco bons livros sobre pôquer (não necessariamente sobre estratégia ou técnica de jogo).

Leia mais »

♫ The hills are alive… ♫

Assisti num desses dias de ócio do feriadão, The sound of music. Clássico das manhãs de Natal, é um dos musicais mais lembrados pelos fãs de cinema. São 3 horas de filme que passam sem a gente perceber.

Aproveitando, resolvi fazer uma lista dos meus musicais prediletos. Lógico, que alguns deles tem aquela ingenuidade típica dos anos de ouro de Hollywood. E um agravante, sempre citado pelos que não gostam muito de musicais, é o fato de os personagens às vezes saírem cantando sem mais nem menos, sem que a canção se encaixe no contexto do filme. Mas nem todos são assim.

Leia mais »

Jamais deux, sans trois

Assisti ontem Toy story 3” e a trilogia foi automaticamente promovida a uma das minhas prediletas. Diferente de várias outras, os 3 filmes são muito bons. E, nada mais natural do que eu aproveitar o ensejo e listar as minhas 10 trilogias prediletas. Lembrei de algumas outras bem famosas, mas como não assisti (ainda), achei melhor não citar. Matrix ficou de fora pois simplesmente o único filme que presta é o primeiro, os demais podem (e devem) ser descartados para não estragar toda mitologia criada.

Leia mais »

Tribunais

Em tom de homenagem a Sidney Lumet, resolvi retomar um post rascunhado sobre um dos melhores filmes de tribunal que já assisti – 12 Angry men. Enquanto terminava de escrevê-lo, achei que seria interessante listar bons filmes com essa temática. Nem todos se passam integralmente no tribunal, mas o foco do filme e, em decorrência, o ápice da estória é um julgamento. 12 Angry men é disparado o meu predileto, mas os demais também valem a pena ser assistidos.

tribunais

  • 12 Angry men (1957) – 12 homens e uma sentença
    roteiro: Reginald Rose
    direção: Sidney Lumet
  • Primal fear (1996) – As duas faces de um crime
    roteiro: William Diehl, Steve Shagan
    direção: Gregory Hoblit
  • A few good men (1992) – Questão de honra
    roteiro: Aaron Sorkin
    direção: Rob Reiner
  • Witness for the prosecution (1957) – Testemunha de acusação
    roteiro e direção: Billy Wilder
  • Anatomy of a murder (1959) – Anatomia de um crime
    roteiro: Wendell Mayes
    direção: Otto Preminger
  • tribunais

  • To kill a mockingbird (1962) – O sol é para todos
    roteiro: Horton Foote
    direção: Robert Mulligan
  • The Verdict (1982) – O veredito
    roteiro: David Mamet
    direção: Sidney Lumet
  • Runaway Jury (2003) – O júri
    roteiro: Brian Koppelman
    direção: Gary Fleder
  • The Accused (1988) – Acusados
    roteiro: Tom Topor
    direção: Jonathan Kaplan
  • The Paradine case (1947) – Agonia de amor
    roteiro: Alma Reville
    direção: Alfred Hitchcock