Justice League

justiceleague-trailerbreakdown-wonderwoman-pullingback[1]

Justice League (2017) – Liga da Justiça
roteiro: Chris Terrio, Joss Whedon
direção: Zack Snyder

Há muito tempo um filme do mais famoso grupo de super-heróis da DC comics é esperado. Com muitas animações, um filme cancelado e um universo com recepção instável de crítica e público, finalmente a adaptação da equipe saiu, e ele se sai bem.

justice-league-movie-justice-league-[1]

Após a morte de Superman, um inimigo de outro mundo vê a oportunidade de dominar a Terra. Batman precisará unir forças com a Mulher Maravilha e recrutar super-humanos para defender o mundo dessa ameaça. Apesar de ter saído durante a pós-produção por problemas pessoais, Zack Snyder – que dirigiu o excelente Watchmen e o polêmico Batman vs Superman – é creditado como diretor.

Liga da Justiça é diferente dos anteriores filmes da DC. Ele é mais leve e episódico, mas nada que se compare com os filmes da Marvel Studios. A dosagem de drama e comédia aqui está certinha (com exceção de um ou dois momentos). O roteiro, que é escrito por Chris Terrio e um conhecido da Marvel, Joss Whedon, é simples, fácil e flui bem. A apresentação dos personagens acontece incrivelmente rápido (e isso é um elogio). Cenas com ritmo e bons diálogos dão as motivações, desenvolvem a trama e os personagens naturalmente. Há, claro, defeitos como, por exemplo, o Flash não saber para onde é o leste sendo que ele é muito inteligente; e o Batman fazer uma piada quando ele é o Batman, mas nada que seja muito ruim. Snyder conseguiu mais do que nunca trazer emoção para as telas. Quase todas as cenas de luta são incríveis e de tirar o fôlego (principalmente as do Flash e Superman) apesar de cortes e efeitos excessivos.

O filme peca na sua pós-produção, talvez por toda a confusão com a saída de Snyder, a edição do filme é apressada e alguns efeitos visuais são visivelmente falsos. Não criticarei o CGI no rosto de Henry Cavill, porque não acho justo culpar o filme por um problema maior que a competência da equipe de efeitos visuais. As refilmagens que foram tão comentadas e criticadas serviram apenas para melhorar o filme, os diálogos e cenas refeitas por Whedon valeram a pena o dinheiro a mais. A trilha sonora também sofreu mudanças, Junkie XL era o compositor e depois entrou o veterano Danny Elfman. Infelizmente ele não conseguiu trazer nenhuma novidade ou trilha inspiradora para o longa, algumas músicas chegaram até a lembrar Vingadores. O filme segue com o mesmo problema de outros blockbusters, o final cheio de efeitos que quer ser super épico mas acaba sendo só mais um final (pelo menos é rápido e não cansa o espectador).

Justice-League-Stills

Os heróis mais famosos do mundo foram escolhidos a dedo e cada um tem seu charme e tempo para brilhar na tela. Ben Affleck (Batman) faz um morcego amargurado pelo passado, mas com uma visão otimista do futuro. Gal Gadot (Mulher-Maravilha) trz mais uma vez a princesa das amazonas para tela com a mesma graciosidade e o mesmo carisma que lhe é peculiar. Apesar de não ser uma excelente atriz, ela consegue cativar e encantar sempre que aparece em tela. Ezra Miller (Flash) está incrível como o velocista, sua improvisação não podia ser melhor e seus momentos dramáticos convencem. Ray Fischer tem o arco mais dramático e o mais interessante, seria ótimo ter visto mais dele. Jason Momoa (Aquaman) faz a si mesmo e isso é muito bom de ver, ele transmite perfeitamente o marrento fortão que é todo fofo por dentro (e isso é mostrado de forma hilária). Jeremy Irons, Amy Adams, J.K Simons e Diane Lane estão lá apenas pra servir como mecanismos para fazer a trama evoluir. Henry Cavill (Superman), está um Superman que não víamos há um bom tempo, um uniforme claro, um herói carismático que só de olhar já emana um otimismo e uma força que ninguém aguenta.

Liga da Justiça não é nenhum Cavaleiro das Trevas, mas é definitivamente um ótimo filme. Mesmo quem não é fã, em meio a tantos problemas no mundo real, vai ver e encontrar um pouco de otimismo. Assim como os quadrinhos e animações, ele traz uma aventura divertida emocionante e cheia de ação.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *